sábado, 1 de março de 2014

Trilogo (dos amantes e da poetisa)

E, porque te amo muito...

A Poetisa:
“Ficamos assim: você joga as queixas no telhado, eu ponho as manias de lado, você lava a escadaria, eu rego o jardim.
Podemos varrer juntos as nódoas secas aderentes ao passado. Se você se habilita, eu me disponho, num desafio à desdita.
Você acende a luz, eu desempeno o sonho, enquanto você ensaia o passo, eu troco a fita. Na mesa torta, a toalha colorida.
O resto é fácil: basta mandar flores ao futuro, derrubar o muro e acreditar na vida.”
(Flora Figueiredo)


 

O Amante:
Te amo muito, sabes disso?
Se não sabes, que seja nosso segredo, nosso melhor segredo. O (segredo) que nos mantêm quentes nos dias frios e satisfeitos nos dias quentes.
Que nos faça abrir os olhos de manhã num afã para ver a mesma luz que ilumina o outro. Que nos faz olhar o céu, e trocar um beijo escondido, ao ver o mesmo azul que nos cobre a ambos.
Que mesmo à distância nos permita a surpresa, o calor e o perfume de um abraço longo, e apertado e sem motivo. E sentir o milagre das flores rescendendo escondido atrás de cada curva do teu corpo. Enquanto o thai dos teus universos me oferece égide e gládio contra a tristeza da tua ausência.
Sabes que nunca tinha pensado na minha coleção de imagens como no "tapete voador" que são? Me levam confortável, num piscar do olhos, aos tempos que quero.
Eis porque te quero tanto.




A Amada:
Quero sim caminhar contigo sobre pétalas e folhas caídas no jardim e sob a sombra de uma árvore encontrar o frescor e o descanso para um abraço apertado e um beijo molhado... um toque suave e carinho dobrado...
Nada sob tapetes e tudo sob lençóis: corpos quentes e sinuosos num encontro de dança e afagos... Janelas serradas (cortinas livres e fechadas) e portas escancaradas para que o amor passeie pela casa, sem censuras, sem travas ou temores.
Que os tons das cores sejam também tons de sorrisos, de pinturas de sonhos feitos à quatro mãos rabiscados por corpos e impressos em vida pulsando.
E que os frutos colhidos sejam doces e saborosos, experimentados por lábios que compartilham palavras, afetos, juras... Que os projetos sejam muitos e que cada nuvem tenha seu laço de amor para enfeitar os sonhos de uma vida partilhada e compartilhada.
A mim basta.... e contigo ao lado não creio que me falte coisa alguma!





E porque te amo muito...