sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

E o Papa, vai bem? (20/02)

Por mais que reclame, e talvés por causa disso, ainda estou fora da banda larga. No entanto, ontem recebí a cobrança pelos “serviços prestados” pela nossa Teleafônica
“O serviço será re-estabelecido em, no máximo, setenta-e-duas horas, senhor.”
Pois sim, claro.
Vocês têm prestado atenção a como estamos dependentes de alguns serviços essenciais? Luz, água e telefone. E, como não temos alternativa? E ainda, como estes serviços que antes eram prestados pelo Estado, por obra e graça de doutrinas ditas “neo-libertárias” nos vemos presos a monopólios de empresas privadas, nem sempre nacionais?
E, como o Bispo anda ocupado com tanta reclamação? Pois a única alternativa é ir reclamar com o bispo. A fila das reclamações está cumprida, meu filho!!
Paciência...
Desobediência civíl, escreveu alguem faz tempo, e já esquecemos de como fazer valer nossos direitos quando só cobram nossos deveres. Isso não se ensina em sala de aula. E a Lei de Gerson é mais anunciada nas rádios e televisões, com bundas e marombados. Digo; bandas e altos brados.
Modelos mentais, blind spots, paradigmas e significados confusos.
Me pergunto como FCassapo consegue driblar este emaranhado de soluções erradas.
...
Acabo de falar com mais um “atendente” da Teleafônica (e claro, colecionei mais um número de protocolo!) que, após 37 minutos de musiquinha medonha, informou que meu serviço foi cancelado!
Acuma?!!
Cancelado por quem?! Quando?
“É difícil viu, senhor.”
Eu que o diga!!!
Se é difícil para ele que está lá dentro, imagina para mim, mísero mortal pagante!!! Se eu cancelar o pagamento vou parar no sistema como inadimplente perverso?! Não vou?
Começo a achar que sério mesmo é o Macaco Simão. Sempre achei um insulto pessoal a frase do De Gaulle, mas ela me vem à cabeça toda vez que cruzo com situações como esta.
Vai fazer o que?
...
Como está a agênda do Papa?
Amém.

PS
Houve crescimento de desemprego de 8% no mês de janeiro. Deve ser por isso que não tenho minha ligação funcionando. Demitiram o técnico que faria o conserto. Mas, Carnaval está aí, ninguem pensa mais até depois da Semana Santa! Depois vem Pascoa, Semana da Pátria, Natal e Ano Novo.
De novo.