quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O que pensa um kamikaze?

Cometí o deslize de perguntar escrevendo, não realmente esperando obter resposta. Quem faria uma pergunta besta dessas? Quem responderia, pior ainda?
Mas, não é que veio a resposta. Alguem passou por aqui!
E, respondeu!!!
...
Pois compartilho com vcs a resposta que obtive. A sua origem está no final.


Auto Controle

Mais uma vez um kamikaze aqui para escrever sobre o que pensa. hehe...

Hoje eu vou falar um pouco sobre a ansiedade que nos cerca.
Eu andei percebendo que muitas pessoas têm esse problema de excesso de ansiedade. Bom, na verdade eu percebi isso em mim e descobri muitas coisas.

Eu vim percebendo que muitas das vezes queremos tudo para o , para o AGORA. É a casa dos nossos sonhos, o trabalho dos nossos sonhos, o relacionamento dos nossos sonhos, a redenção imediata. Tudo para ontem. Sem paciência para esperar. Principalmente nas brigas em relacionamentos. Queremos resolver tudo na hora.
Mas eu tenho notado que algumas pessoas não têm essa característica. Depois de uma briga preferem parar um pouco, respirar um pouco e pensar melhor pra depois responder. Às vezes isso demora 1 dia. O que, se for bem analisado não é muito.

Isso, realmente, eu pude perceber que é uma boa coisa. Já diziam os sábios "sempre respire bem fundo antes de falar alguma coisa. Esse 1 segundo pode te fazer voltar atrás ao invés de falar alguma coisa má". E é verdade. Essas pessoas estão certas. Temos que ter esse tempo necessário para que as coisas aconteçam. Realmente tudo se manifestar ao mesmo tempo não faz sentido.

É preciso ter paciência. É preciso ter autocontrole. É preciso respeitar esse tempo. É preciso respeitar o tempo das pessoas. É preciso respeitar o nosso próprio tempo.
Isso é amadurecimento. Isso é aprender.
O ser humano precisa dedicar um tempo da sua vida para o auto-conhecimento. Para conhecer a si mesmo. É sábido que o homem teme aquilo que desconhece. Como viveremos bem se tememos a nós mesmos? Não nos conhecemos e temos medo do que há dentro de nós.

Os antigos orientias é que eram sábios. O Auto-conhecimento era um requisíto básico para um cidadão ser bem aceito na sociedade. Os mais velhos conseqüentemente eram os mais sábios. Infelizmente na atual cultura em que vivemos, no capitalismo, os mais velhos são os menos úteis. São descartados facilmente. Os jovens são o centro das atenções. A beleza em foco. Os valores se deteriorando. Os mais velhos buscando plásticas e formas de não envelhecer. Sempre ansiosos.
Sem respeitar o tempo. Sem se conhecer.

Realmente isso é uma coisa muito boa. Para um pouco, respirar profundamente, pensar melhor e depois agir ou responder.

O Ser humano nasceu para aprender, segunda-feira, 14 de abril, 2008.